Ardes - Capítulo 020


Com as informações repassadas à mãe, Bruna intentava findar qualquer esperança de relacionamento entre a irmã e o comedor de graxa, como ela chamava Rainen. Foi quando ouviu da porta de seu quarto:
— Renata, precisamos conversar.
Bruna sentiu a glória:
“Dessa vez, ela não escapa!”
E se trancou no quarto, preparando-se para fazer algumas ligações.
No quintal da casa havia um banco um pouco próximo da cerca, onde conversariam sossegados. Aquele início de noite era de temperatura amena, e havia uma calmaria por todos os lados.
— Tem algo que queira nos contar? — perguntou a mãe.
— Não que eu queira.
— Você fica diferente quando se aproxima de certo rapaz — o pai foi direto —, e não é a primeira vez.
Ela ficou calada durante um instante.
— Dá pra perceber?
— Um cego veria.
— Uau — falou, sem empolgação.
— Quero saber o que está acontecendo. — Mario matinha o foco, cadenciando a voz.
— Pai, mãe, eu também não sei o que se passa. É algo que me toma quando eu… simplesmente… o vejo… — respondeu triste.
Mario e Elizabeth se entreolharam.
— Ao menos o ano letivo acabou, então não o verá mais e talvez isso passe.
Renata nada falou, mas um desespero cresceu em seu peito e, sentada, ela abraçou suas pernas, dizendo, aos prantos:
— Eu não sei o que vou fazer se não o vir. Eu não sei…
Os pais se sentaram ao seu lado e a abraçaram.
— Tenha calma, minha filha, calma — o pai pediu, sentindo uma ponta de consternação. — Nós estamos com você.
— Não se preocupe. Não se preocupe… — Elizabeth lhe dizia, mas ela própria estava confusa quando sussurrou para o esposo: — Precisamos conversar.
Eles sabiam o que se passava, mas preferiram não classificar e nem rotular nada. Não por aquele momento.
Quando Renata se acalmou e se recompôs, pediram que ela entrasse e descansasse um pouco. Ambos permaneceram lá fora, tentando botar ordem nos próprios pensamentos.
— Será que ele a seduziu? — Preocupou-se a mãe.
— Não acho. Até porque, se tivesse acontecido alguma coisa, Bruna teria nos relatado.
— Então, quer dizer que…
— Sim. Acho que ela…
Foram interrompidos quando Bruna chamou:
— Pai, telefone.

Nenhum comentário:

Boin - Capítulo 036

A mãe e o pai já dormiam fazia algum tempo. O irmão ainda estava trabalhando. Ele chegava por volta de 2h da madrugada. Por isso não havia t...