Guynive - Capítulo 004


Olhava para o céu admirando a lua e as estrelas. No horizonte, o negrume da madrugada dava lugar aos primeiros tons de roxo que anunciavam a aurora. O barulho do motor do helicóptero era alto, mas ele conseguia descansar e refletir sobre as últimas horas e a incursão realizada: a aproximação, a neutralização das linhas inimigas, a conquista do objetivo e a extração. Tudo realizado em menos de dois dias, de forma rápida e eficiente. Houvera feridos, porém todos estavam medicados e fora de perigo. Não houve baixas em seu pelotão.

— Cabo, vinte minutos para chegarmos à base.

— Ótimo! Ainda pegaremos o café da manhã.

— Sim, senhor! — Balbuciou o piloto, devolvendo total atenção aos equipamentos.


Imerso em recordações, Ivan se lembrou de sua família: sua mãe e seu pai, Nataly e Ferdinand, além de seus irmãos Josephine e Marcus, e até mesmo de Niel e Ananda, filhos de sua irmã. Tinha saudade do convívio, mas a vergonha era maior. Pensou, então, na missão. Aquela incursão fora mais distante que o usual, mas quase tudo saiu como o planejado.

Foi mais uma operação padrão daquela base aliada americana em território turco, combatendo o contrabando de armas e drogas nas densas florestas entre o Mar Morto e o Mar Cáspio e, por vezes, mais além. Aquela era uma das rotas mais utilizadas pelos traficantes. Sabendo disso, o Serviço de Inteligência americana infiltrava espiões em grupos paramilitares e assim obtinham informações para o planejamento das ações, findando em soldados que as executavam.

Ivan voltou à realidade pouco antes do pouso. As equipes em terra aguardavam os feridos para remoção, e como de costume, o cabo aguardou até que o último soldado fosse levado. Enquanto se afastava do heliporto, viu as aeronaves sendo levadas para o hangar para uma rotina de higienização e reparos, pois havia sangue e furos de balas.

O sol nasceu. Em seguida, o trompete soou alto marcando o início dos trabalhos na base. Sempre ao ouvi-lo, Ivan se lembrava de uma frase encorajadora:

"Para os fuzileiros, cada dia é um feriado. Cada refeição é um banquete. Cada manobra é um desfile. Eu amo ser fuzileiro!"

E com um sorriso no canto da boca preparou-se para mais um dia.

Caminhava com olhar fixo no refeitório quando um mensageiro o interceptou:

— Cabo, uma mensagem do Alto Comando.

Entregou um envelope e saiu. Dentro dele, a mensagem:

"REUNIÃO PARA AMANHÃ ÀS 8H"

Ele tinha ideia do que seria, mas não quis se preocupar antecipadamente.

"Tudo a seu tempo."

Ivan pensou retomando a caminhada. Sentia que algo estava diferente, mas não sabia o quê.

_______

Serviço de Inteligência – É um departamento do governo que coleta informações relacionadas com possíveis ameaças à segurança do Estado.

_______

Se quiser acompanhar pelo SpiritFanFiction:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/guynive--o-comeco-do-fim-16661375

Se quiser acompanhar pelo Wattpad:
https://www.wattpad.com/story/189688351-guynive-o-come%C3%A7o-do-fim

Nenhum comentário:

Boin - Capítulo 036

A mãe e o pai já dormiam fazia algum tempo. O irmão ainda estava trabalhando. Ele chegava por volta de 2h da madrugada. Por isso não havia t...